Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

Tradução

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

A LIÇÃO DE VIDA DE GUTO AVAIANO: PARALISADO CEREBRAL E GRADUADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA


Torcedor fanático do Avaí, Augusto Delfino tem paralisia cerebral e tinha o sonho de ser jogador de futebol. Durante o parto, Guto Avaiano, como é conhecido, teve uma parada respiratória que não comprometeu a parte cognitiva, o raciocínio mas afetou os movimentos e a fala. Ele se comunica usando a cabeça para digitar com ajuda de um aparelho. A partir daí foi buscar seus sonhos. Estudou até se tornar o primeiro brasileiro graduado em Educação Física do Brasil, se tornou um blogueiro que trata dos assuntos do seu time de coração e agora quer ser técnico de futebol.


É difícil duvidar da capacidade deste catarinense de 25 anos, que provou que o esporte requer mais que um corpo. Com gana, raça e força de vontade, ele aprendeu a ler, escrever e a se comunicar se adequando às possibilidades. Joga xadrez, dá palestras, já assistiu desfiles de escola de samba, acompanha peladas dos amigos e tem uma vida muito além das limitações que não o impedem de conviver.


Mas a grande paixão de Guto é o Avaí. Ele, em seu blog, escreve sobre o time do coração. Guto não perde quase nenhum jogo do Avaí na Ressacada, é torcedor conhecido por lá, sempre acompanhado dos pais, que o ajudam no estádio e torcem junto.

- No primeiro jogo em que eu levei o Guto na Ressacada, ele ficou triste porque o Avaí perdeu. Eu expliquei, ele era bem pequenininho: na vida, a gente pode perder e pode ganhar. E ele sempre quis ganhar. Sempre – disse o pai, Marcos Antônio Delfino.


- Geralmente, são as mães que seguram a onda, porque tem que tocar, né? Tocando a vida, participando da vida do deficiente, tu não choras pela dificuldade. Tu choras pelo que tu não consegues fazer para ele – afirmou Rute.


O Esporte Espetacular levou dois ídolos de Guto à Ressacada.

Foi um encontro emocionante com Gustavo Kuerten, o ex-número um do tênis e famoso torcedor avaiano, e também com Marquinhos, ídolo azurra. Jacaré, ex-jogador do time catarinense, ainda chegou para o bate-papo animado. Guga tinha um irmão, falecido há dez anos, com problemas parecidos com os de Guto, e reconhece o quanto as pessoas estão convivendo melhor hoje com as diferenças.

- Eu acho que as pessoas estão muito mais preparadas. Até mesmo porque tem mais experiências. Antes, conviver com o deficiente, até mesmo para a própria família, era escondido, era fechado em casa – disse o ex-tenista.


- Olha o que ele fez, cara? O que eu estou reclamando da minha vida? Perdi hoje, mas amanhã a gente segue a vida. Vamos seguir em frente. Nossos problemas são muito pequenos – complementou o ídolo do Avaí.

Na reportagem, você acompanha ainda como eram as aulas na universidade, todas as emoções da formatura de Guto, o trabalho que ele realiza com o pai, o convívio com os amigos e o quanto, apesar de todos os problemas, com a ajuda da tecnologia e o acolhimento das pessoas, Guto pode levar uma vida muito alegre.

- Ele nos ensina muito sobre felicidade, como ser feliz dentro daquilo que é possível – define Maria Letícia Knorr, uma de suas professoras na faculdade.


Fonte: Globo Esporte



sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Câmara do Recife aprova intérpretes de libras nos CFC

Foto: CMR/Divulgação


Por Vinícius Sales do JC Online

 A câmara municipal do Recife aprovou em 18/12/17 um projeto de lei que prevê interpretes de libras nos centros de formação de  condutores durante o processo de aquisição da CNH-Carteira Nacional de Habilitação

"De acordo com a resolução 558 do COTRAN, os órgãos e entidades executivas de trânsito dos estados e  do distrito federal deveram ter em seus quadros pessoas capacitadas na língua Brasileira de sinais"-LIBRAS, afirma Ivan Moraes do PSOL, autor do projeto de lei ordinária 275/2017.


O projeto prevê auxilio na avaliação psicológica, no exame de aptidão física e mental, no curso teórico técnico, no curso de simulação de prática de direção veicular, exame de direção veicular, curso de atualização e no curso de reciclagem de infratores.

"No Brasil, de acordo com o IBGE,  há cerca de 10 mil motoristas surdos  e por isso é preciso que exita acessibilidade garantida para estas pessoas, tanto no processo de aprendizagem como na emissão da CNH", completou Ivan em discurso na Tribuna.

Fonte-JC ONLINE




quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Confira as oportunidades de emprego disponíveis para esta quinta-feira (11)

Os interessados podem se dirigir até a Rua Padre Antônio Tomáz, número 127, no Bairro Maurício de Nassau. O atendimento é das 7h às 13h (horário local). O telefone para contato da Agência do Trabalho é o (81) 3719-9480.

VAGAS PARA  AS  PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM CARUARU

Assistente administrativo - 1
Auxiliar de costura - 1
Auxiliar de costureira (no acabamento) - 1
Auxiliar de limpeza - 1
Copeiro - 1
Costureira de máquina reta - 1
Porteiro - 1
Trabalhador da avicultura de postura - 1
Técnico de enfermagem - 1

Via-G1






quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

'Hoje sou realizado', diz jovem que perdeu perna após acidente 4 meses antes do casamento em Bezerros, PE

Deyse e Neto estão juntos há pouco mais de seis anos e casaram em dezembro de 2017 (Foto: Djeison Zennon/Estúdio Casa Amarela/Divulgação)



Juntos desde 2011, a nutricionista Deyse Sales Leal e o administrador Diomedes Leal Neto, ambos de 24 anos, marcaram o casamento para 16 de dezembro de 2017. Porém, um acidente quase interferiu nos planos no casal. É que em agosto do mesmo ano, quatro meses antes do matrimônio, o noivo perdeu a perna esquerda após um acidente de trânsito em Bezerros, no Agreste de Pernambuco.


"Embora tenham acontecido todos esses transtornos, casamos na mesma data que tínhamos escolhido e foi tudo melhor que o planejado. Hoje sou um homem realizado e muito grato a Deus, e ela [Deyse] é a mulher da minha vida", ressaltou Diomedes.


O jovem casal começou a namorar em 2011. O noivado ocorreu em 2015, quando eles terminaram a graduação na faculdade. "Passamos cerca de dois anos nos preparando [para casar]. O acidente aconteceu quando já estava tudo certo para o casamento. Nossa casa, nossos fornecedores, meu vestido... tudo", disse Deyse ao G1.





O casal participa de um grupo de oração de jovens, que se reúne todos os sábados em Bezerros. O administrador estava indo para a casa da então noiva quando foi atropelado por um carro. O condutor do veículo estava bêbado.


"Neto estava de moto. No acidente, ele perdeu parte da perna, teve fratura exposta, rompeu todos os ligamentos do joelho. Primeiro não teve como salvar o pé dele. Tentou se salvar o restante da perna, mas não deu. A infecção estava cada vez maior", detalhou a nutricionista.


"Acordei já sem saber o que tinha acontecido. Ela [Deyse] veio me ver na sala de recuperação. Eu, abalado, falei que agora estava sem meu pé, mas ela me falou que era apaixonada por mim, não pelo meu pé e isso não faria diferença. Foi quando dei o primeiro sorriso após o acidente", Diomedes Leal Neto.

Em entrevista ao G1, Deyse revelou que quando foi visitar o noivo no hospital, deixou a questão do casamento nas mãos dele. Ela falou que só iria casar quando ele se sentisse bem. "Mas ele disse que se desse tudo certo, nós iríamos nos casar na data que estava marcada. A mesma força que eu dei a ele, ele me deu também. A fé nos ajudou e Deus é tão bom, que o nosso casamento não precisou mudar. Casamos no dia 16 de dezembro. Foi uma noite linda, animada, incrível", comemorou.



Sobre o que mais admira no marido, a nutricionista o descreve como sendo amigo, parceiro e aquela pessoa que olha para alguém e diz: "vai lá que você consegue". "A coisa mais marcante em Neto, para mim, é a vontade de formar uma família, ter filhos, ser pai. Ele é muito doado. Isso me encanta muito nele", completou.

O casal é muito grato a Deus, à família e aos amigos do grupo de oração. "De lá pra cá, é só felicidade. Com tudo o que aconteceu, a gente só expressa gratidão", destacou Deyse.



Como se conheceram?

Deyse e Diomedes se conheceram em 2010, quando estudaram juntos no colégio. "Éramos apenas colegas de sala, mas não éramos amigos. Depois ele disse que um dos nossos amigos perguntou em qual menina ele ficou interessado e ele falou sobre mim, mas na época eu tinha namorado", recordou a nutricionista.


Quando concluíram o Ensino Médio, eles fizeram vestibular para estudar na mesma faculdade. Todas as noites eles íam para a instituição no mesmo carro. "Foi então que eu comecei a querer namorar com ela, mas ela se sentia insegura", revelou o administrador.



A essa altura, Deyse já não estava mais namorando, o que despertou ainda mais no interesse de Diomedes. Do início das conversas até o pedido de namoro foram oito meses. No dia 9 de outubro de 2011 "quando levei ela em casa, tomei a decisão de falar com o pai dela, porque ela não respondia sim [para o pedido de namoro]", lembrou Diomedes.

"Eu estava sem acreditar que ele teria coragem de falar [com o meu pai] sem primeiro eu dizer que sim. Mas ele saiu do carro e disse: 'eu queria falar com o senhor pra namorar com sua filha'. Depois da conversa com painho, ele fez o pedido oficial a mim. Foi ao contrário", brincou Deyse.




 (Fotos: Djeison Zennon/Estúdio Casa Amarela/Divulgação)

Via Joalline Nascimento, G1 Caruaru



terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Senac e HMV abrem vagas para pessoas com deficiências em Caruaru

                       

FOTO-Reprodução TV Asa BRANCA

O Hospital Mestre Vitalino (HMV) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) abriram vagas para pessoas com deficiência em Caruaru, no Agreste de Pernambuco.


No Senac, a seleção busca candidatos para preencher quatro vagas referentes ao cargo de porteiro. O profissional irá atuar na escala 12x36h, em horário noturno, e o salário é de R$ 1.193,68. A única exigência é que o candidato tenha Ensino Médio completo.


Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail rhsenac@pe.senac.br, até a sexta-feira (12), com cópias do histórico escolar e laudo comprobatório de deficiência.

Já no HMV as ofertas são para porteiro, auxiliar administrativo, técnico em segurança do trabalho e nutricionista. Os candidatos devem apresentar comprovar a deficiência por meio de laudo.

Os interessados devem encaminhar os currículos para rh.hmv@hospitaldotricentenario.com.br ou deixar na própria recepção da unidade, que fica na Avenida Amazonas, número 175, bairro Universitário, BR 104.

FONTE-G1


sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Confira as oportunidades de emprego disponíveis para esta sexta-feira (5)


Vagas para pessoas com deficiência



A Agência do Trabalho está com vagas de emprego  para esta sexta-feira (5) em Caruaru.



Os interessados podem se dirigir até a Rua Padre Antônio Tomáz, número 127, no Bairro Maurício de Nassau. O atendimento é das 7h às 13h (horário local). O telefone para contato da Agência do Trabalho é o (81) 3719-9480.

Assistente administrativo - 1

Auxiliar administrativo - 1 

Auxiliar de limpeza - 1

Copeiro - 1

Operador de central de concreto - 1

Porteiro - 2

Promotor de vendas - 1

Recepcionista atendente - 1



Técnico de enfermagem - 1

FONTE-G1




quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Destra lança site com opções de serviços para população de Caruaru


A Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (Destra) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, lançou um site de serviço a população. O objetivo da plataforma é garantir mais comodidade ao usuário e agilidade aos serviços prestados. Através do sistema, a população poderá realizar serviços que antes eram feitos apenas de forma presencial.

O site desenvolvido irá permitir que o cidadão, através da aba "E-serviços", acesse um espaço para recursos de infração; envio de documentos para confecção de credencial para estacionamento especial para idosos e pessoas com deficiência; encaminhamento de ofícios à Autarquia; cópia de Boletim de Ocorrência de Acidentes de Trânsito (Boat); solicitação de palestras educacionais, interdição de vias e implantação de sinalização vertical e/ou horizontal no município.


Além disso, a plataforma disponibiliza informações atualizadas sobre pontos de embarque e desembarque de transporte alternativo em Caruaru, notícias e fotos das ações realizadas pela Destra e reúne perguntas que surgem com frequência na Autarquia.

Essas ações, no entanto, não excluem a possibilidade do serviço presencial para aqueles que não têm acesso à internet. A Autarquia fica localizada na Avenida José Mariano de Lima, número 69, bairro Universitário, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Os telefones para mais informações são (81) 3723-2838 ou 3701-1174.

Fonte-G1 Caruaru e região